in ,

Padre Zezinho repreende padre que ‘lacrou’ contra Bolsonaro: “Não use o púlpito para dividir o povo católico!”

A fala de um padre no sermão, em plena missa em uma igreja católica, localizada no interior de São Paulo, na cidade de Artur Nogueira, levou o padre Zezinho, 79 anos, um dos mais conhecidos no Brasil, a reagir.

Padre Zezinho não aprovou o que chamamos atualmente de “lacração”, em relação ao governo de Bolsonaro. Em um momento do sermão, o padre chegou a dizer que o presidente é “bandido” e orientou os fiéis que votaram em Jair Bolsonaro a se confessar.

As declarações soaram como uma “bomba”, uma polêmica dentro do clero católico, por conta das duras palavras.

Ao tomar conhecimento das declarações feitas na missa, Padre Zezinho, que preferiu não incluir no texto que escreveu, o nome do padre que teria feito a declaração polêmica, se pronunciou contrário a atitude do também sacerdote.

“Padre deve trabalhar para a unidade, mesmo que seu coração seja de direita ou de esquerda ou de centro. A prudência no altar e no púlpito exige dele que anuncie ou denuncie, sem causar rupturas e ódio entre fiéis”, escreveu Padre Zezinho.

Embora alguns padres tenham declarado suas posições, em relação à política, muitos deles até se engajaram na criação de partido político, como o PT, essas ações teriam sido contrárias aos documentos de orientação de normas da Igreja Católica.

O Padre Zezinho continuou em seu texto; “O púlpito é da Igreja, não do padre. Se tem pretensões políticas, peça licença e siga seu coração direitista ou esquerdista ou centrista. Mas não use o púlpito para dividir o povo católico”.

Atualmente, muitos padres são reconhecidos como grandes artistas, além de serem sacerdotes. Muitos deles lotavam os shows, quando não estava em tempos de pandemia, o que deve voltar a acontecer quando a vacina de combate ao novo coronavírus estiver disponível para imunização em massa. Entre todos os padres que fazem maior sucesso, Padre Zezinho foi um precursor, compôs lindas músicas e também canta.

Créditos: https://republicadecuritiba.net/2020/07/06/padre-zezinho-repreende-padre-que-lacrou-contra-bolsonaro-mas-nao-use-o-pulpito-para-dividir-o-povo-catolico/

Written by Silvia Cardoso Souza

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

China confirma casos de peste bubônica: autoridades elevam “estado de alerta” no norte do país

Marina Ferrari contou nos stories que levou um prejuízo de R$ 25 mil reais, do seu ex namorado